• Thiara Assumpção

Gucci Aria: saiba tudo sobre a coleção

A Gucci comemora seus 100 anos de existência neste ano e com isso, Alessandro Michele dá o start nas comemorações com a icônica Gucci Aria, que viralizou na internet principalmente pelo fato curioso de uma aparente parceria com a Balenciaga. Vem entender o que de fato rolou na coleção e as referências histórias dela e os detalhes que a tornam tão especial!


PARCERIA COM A BALENCIAGA OU HACK?


Primeiro de tudo: a coleção NÃO é uma parceria com a BALENCIAGA! Mas como Alessandro usou as logos e silhuetas da marca? Ele é um grande fã do diretor criativo da Balenciaga, Demna Gvasalia, e pediu autorização para realmente hackear, como ele mesmo disse, as logos e silhuetas mais icônicas da outra maison. Vale lembrar que ambas são do grupo de luxo Kering, o que facilita esse tipo de liberação sem atrelar as marcas oficialmente.

Podemos ver nas fotos, além da logo, os shapes exagerados, ombros largos e super marcados, a jaqueta acolchoada da coleção de 2016, o look com spandex peplum de 2017 e os strass cravejados nas peças, todas referências da Balenciaga no universo Gucci.


Esse mix tirou a Gucci do usual kitsch e a levou para um universo mais dramático, sexy e glam, mas sem deixar de ter o ID Gucci.


REFERÊNCIAS HISTÓRICAS


O primeiro look do desfile foi uma referência ao conjunto criado por Tom Ford em 1996 para a Gucci. Esse foi só o início dos elementos históricos: a estampa Savoy Club foi usada em referência ao Hotel Savoy, onde Guccio Gucci trabalhava antes de fundar a maison! As peças de equitação e hipismo fazem referência ao início da marca, o resgate das bolsas clássicas como a Bamboo Bag que teve uma releitura com novas versões em tamanhos menores e a alça com chicote.


SEXY & FETICHISTA



Não só nas referências à Balenciaga mas em geral Alessandro trouxe um toque sexy e fetichista para a coleção com muita transparência, brilho, corsets, chicotes e ferragens que se misturam com a referência da equitação para trazer a estética do fetiche S&M.


AR PARA OS DIAS ATUAIS


O nome da coleção significa AR em italiano, e é justamente o que Michele quis trazer com a coleção. Em suas próprias palavras: “um mergulho profundo e extático em tudo o que temos saudades de hoje... um jubileu de respiração”. Um escapismo aos dias atuais e à tudo que estamos vivendo.


Confira na galeria abaixo + fotos e detalhes dessa super coleção:



Fotos: Gucci / FFW